ALLOG BLOG

Informação, notícias e atualidades para
você ficar por dentro do seu mercado.

Assine e receba por email

Exportação de barcos é alternativa para fabricantes nacionais

30 de julho de 2019

A exportação de barcos está ajudando a impulsionar as vendas dos estaleiros brasileiros e encontram em Itajaí, no litoral de Santa Catarina, o ambiente adequado para a movimentação deste tipo de carga. Carlos Alexandre Souza, gerente de Projetos e Cargas Especiais da Allog, aposta numa retomada de movimentação deste tipo de embarque de forma gradativa e contínua.

exportação de barcos

A Allog foi a responsável por toda a operação logística de exportação de uma embarcação de quase 18 metros de comprimento. A movimentação do barco, com destino a Miami, Estados Unidos, foi realizada nos últimos dias. A mercadoria é avaliada em US$ 1,1 milhão. O operador logístico é uma das empresas com maior know how na movimentação deste tipo de carga no país.

Dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços indicam que Colômbia (69%), Uruguai (19%) e Paraguai (12%) foram os principais mercados para a exportação de barcos produzidos no Brasil de janeiro a junho deste ano. De acordo com dados da Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e seus Implementos (Acobar), as regiões Sul e Sudeste concentram mais de 85% dos estaleiros. O destaque fica para os estados de São Paulo (35% do total), Santa Catarina (21%) e Rio de Janeiro (14%).

A região Sul abriga um dos mais tradicionais e ativos polos náuticos do Brasil. Também se destaca por apresentar a segunda maior concentração de estaleiros e fabricantes de equipamentos e acessórios do mercado nacional. A região abriga diversas estruturas de apoio, como iate clubes, garagens náuticas, hotéis, empreendimentos imobiliários e marinas de alto padrão.

Logística especializada

A movimentação logística na exportação de barcos de lazer precisa ser extremamente criteriosa. É necessário identificar os melhores serviços marítimos e avaliar os terminais que possuem a melhor infraestrutura e experiência para içamentos. Além disso, é importante obedecer às regras de legislação fitossanitária (principalmente quando utilizado madeira nos berços). Também é fundamental realizar a coordenação dos agentes envolvidos e ter conhecimento sobre peação. A peação é responsável pela segurança da embarcação durante os movimentos de içamento e travessia marítima.

Para realizar a movimentação é preciso obedecer a alguns critérios como coletar o barco no estaleiro com uma prancha rebaixada. Também é necessário descarregar o conjunto no terminal portuário e acoplar berço e barco; além de efetuar lashing no conjunto. Após atracação do navio, é preciso preparar a estrutura que irá receber o barco no porão.

Carga de Projetos

A divisão de cargas de projetos da Allog atua para administrar e transportar cargas que necessitam de uma atenção diferenciada. O setor movimenta, por exemplo, maquinários com dimensões OOG com excessos de largura e altura na importação e exportação. Também atende estaleiros para a  exportação de iates de luxo para o mercado da América do Sul e Estados Unidos, entre outros.

Conforme Carlos Alexandre Souza, a empresa busca soluções específicas para cada exportação de barcos, disponibilizando operações com navios porta-contêiner, break bulk e ro-ro. Dependendo da carga, o planejamento também passa pela logística rodoviária ou operações em voos charter no modal aéreo. “Acompanhamos todo o processo desde a coleta da carga até a entrega no destino”, destaca.

Com base em uma estrutura global, a Allog conta com representantes em todas as origens e destinos. “Isso possibilita ofertar a mesma qualidade de serviços, centralizando e transmitindo as informações de forma personalizada a cada cliente”, explica.

Confira outros conteúdos sobre exportações de barcos de lazer em nosso barco aqui.

Trocar versão