Pessoas do Mundo Allog: o Comex como inspiração para rodar o planeta

Compartilhe esse artigo

Trabalhar em contato com pessoas de diferentes partes do mundo, que trazem culturas e olhares diversos, pode contaminar como um “vírus contagioso e viciante”: a vontade incontrolável de viajar. Pelo menos tem sido assim para o coordenador de contas, Rodrigo Klein, novo perfil da série “Pessoas do Mundo Allog”, que traz histórias de colaboradores do nosso time que, de alguma forma, são ou vem se tornando cidadãos de muitos países.

Desde a adolescência, Rodrigo Klein se sentiu inspirado a cursar faculdade de Comércio Exterior porque queria conhecer o mundo. Formado pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali), teve a oportunidade de fazer intercâmbio profissional em Rotterdam, na Holanda, através da Allog. Lá, estudou inglês e conheceu alguns outros países da Europa.

pessoas do mundo Allog

O impulso por conhecer diferentes culturas já lhe rende uma lista invejável de países onde pisou: Chile, Colômbia, Tailândia, Alemanha, Suíça, Holanda, Inglaterra, Espanha, França, Bélgica, Itália, Indonésia e Singapura. Em abril, durante as férias, pegou a mochila e passou 30 dias rodando pela Europa e Ásia, em mais uma de suas aventuras que ficarão para sempre na memória. “Lidar diariamente com pessoas de várias partes do mundo vai me instigando ainda mais”, resume Klein.

Suíça: organização que surpreende

Dos países que Rodrigo Klein conhece, um deles lhe surpreendeu pela qualidade de vida e organização extrema: a Suíça. “Tudo funciona perfeitamente bem por lá. Os trens são extremamente pontuais, com uma disponibilidade enorme de horários para qualquer lugar, inclusive para os topos das montanhas”, conta.

O profissional explica que, por ser um país essencialmente turístico, é bastante preparado para receber pessoas de diferentes lugares e culturas. Na Suíça, é possível comprar passes de transporte em que se escolhe a quantidade de dias que deseja para meios como trens, ônibus e barcos, utilizando somente um QR code no celular.

pessoas do mundo Allog

>>> Leia ainda: O projeto de  intercâmbio que virou realidade nos Estados Unidos.

“Trata-se de um dos países mais bonitos e fáceis de se viajar, porém toda essa praticidade tem um custo. É um endereço extremamente caro, fazendo jus aos altos salários e qualidade de vida dos suíços”, cita.

Sozinho e muito bem acompanhado

Quando o assunto é choque cultural, Klein cita a viagem à Tailândia, onde a religião budista predomina e os costumes com a alimentação são bastante diferentes em relação à parte ocidental do planeta. “O ritmo de vida lá também é completamente outro. As pessoas são alegres e os cenários, deslumbrantes”, lembra.

Na maioria das viagens que já fez, Rodrigo Klein embarcou sozinho, curtindo sua própria companhia. “Sou bem desapegado quando o assunto é colocar o pé na estrada. Conhecer diferentes culturas é o que me motiva a explorar cada vez mais. Pesquiso os lugares com antecedência, meto a cara e crio meus próprios roteiros”, diz.

pessoas do mundo Allog

Os próximos destinos? Ele conta que quer explorar mais alguns países da América Latina ou ainda lugares com praias, a exemplo de Ilhas Fiji, Polinésia Francesa ou algum recanto do Mar Mediterrâneo.

As fotos de viagem de Rodrigo Klein neste Pessoas  do Mundo Allog provam que o Comex é o exato lugar onde ele deveria mesmo estar.

>>> Baixe Dicionário do Comex atualizado.

 

pessoas do mundo Allog

Mais artigos

Geral

Meeting Comex 2023: Allog vai debater perspectivas do Shipping

O Meeting Comex 2023 terá a participação do Grupo Allog. Sem navios, o comércio intercontinental de matérias-primas, alimentos, roupas, brinquedos, eletrônicos, máquinas, automóveis e uma série de outros produtos simplesmente não seriam possíveis. Diante de um cenário de guerra no leste europeu, o arrefecimento da economia Global e as pressões inflacionárias, o que esperar do

Exportação
Blog

Exportação de ponta a ponta: como funciona a venda para outros países

Exportações são os bens e serviços produzidos em um país e comprados por residentes de outro país. Se for produzido internamente e vendido para alguém em um país estrangeiro é uma exportação. As exportações são um item do comércio internacional. Quando o país exporta mais do que importa tem um superávit comercial. Quando importa mais

Rolar para cima
Previous slide
Next slide