Remunerar e reter: você sabe como atrair talentos?

Compartilhe esse artigo

Toda a empresa que busca alcançar o sucesso precisa encontrar formas para se diferenciar e conquistar um espaço único. Nesse processo, a retenção de talentos é fundamental. Certamente, nenhum gestor de RH quer ser obrigado a ter que montar uma nova equipe que reúna competência, formação e habilidades, que seja engajada e motivada toda vez que um funcionário receber uma proposta melhor do mercado, certo?

De acordo com artigo de Sílvio Celestino, sócio-fundador da Alliance Coaching, publicado na revista Exame (http://exame.abril.com.br/pme/como-reter-talentos-na-empresa-sem-oferecer-altos-salarios/) tão importante quanto o salário que você oferece a seus funcionários é a experiência que você proporciona no trabalho. Ela pode ser marcante, relevante e inspiradora; ou apática, irrelevante e empobrecedora.

Talentos; sucesso; diferenciar

Pensando que os colaboradores são o ativo central, pois sem eles nada acontece em um ambiente dinâmico como o corporativo, podemos mensurar a importância de conquistar e engajar cada colaborador. Diante deste cenário, muitas empresas estão desenvolvendo programas de remuneração estratégica para reter talentos. Isso se deve ao fato da legislação trabalhista não conseguir acompanhar as constantes mudanças do setor empresarial (modelo de gestão, tecnologia, exigências dos clientes ou aspectos econômicos), fazendo com que as empresas se desdobrem para conseguir manter sua organização dinâmica e criativa ao perfil do trabalhador atual.

Neste sentido, a empresa catarinense Allog International Transport, por exemplo, oferece aos seus colaboradores, além de benefícios financeiros, programas de atividade laboral, bicicletas para promover o bem estar, estrutura com chuveiros, Dia da Fruta (terças e quintas a empresa dá a oportunidade de fazer um lanche saudável) e um ambiente para confraternização, que também serve como um local para refeições.

O foco da Allog não é apenas investir em remuneração indireta para reter seus talentos mas também contribuir para que seus colaboradores tenham qualidade de vida em seu ambiente de trabalho e que essas experiências sejam levadas para suas vidas pessoais.


Artigo produzido por:
Bruna Spaniol, Recursos Humanos da Allog.

Talentos; sucesso; diferenciar

Mais artigos

Notícias do Mercado

Cai tempo médio de liberação de contêineres no Porto de Santos

Dez dias é o tempo médio para a liberação de contêineres de importação no Porto de Santos. Nos últimos anos, o processo entre o desembarque das caixas metálicas e a entrega das mercadorias caiu cerca de três dias. Esta variável vem caindo e o motivo são os constantes investimentos em produtividade das instalações especializadas. Esses

café brasileiro
Geral

Café brasileiro garante presença nos principais mercados mundiais

Cada vez mais consumido e reconhecido pela população mundial, o café brasileiro experimenta crescimento significativo em vendas no mercado externo nos últimos anos. O Brasil exportou a 117 países um total de 35,626 milhões de sacas de 60 kg de café no ano safra 2022/23. Isso representou uma receita cambial de US$ 8,135 bilhões, permanecendo

Rolar para cima
Previous slide
Next slide