ALLOG BLOG

Informação, notícias e atualidades para
você ficar por dentro do seu mercado.

Assine e receba por email

Semana Cultural Allog abre espaço para partilha de conhecimento

13 de outubro de 2020

Não foi só o “velho normal” que mudou: empresas, colaboradores e líderes também mudaram e, desta forma, os modelos de gestão também precisam ser repensados. Durante três dias de intensos conteúdos da Semana Cultural Allog, colaboradores, diretores e convidados tiveram a oportunidade de explorar e debater sobre o presente e o futuro da logística internacional.

A programação – exclusivamente online – mostrou que o abrupto cenário em que todos foram forçados a se adaptar deixará marcas no modelo de negócios, no comportamento das pessoas e como elas veem e encaram o mundo.

Semana Cultural Allog

A Semana Cultural Allog surgiu com o objetivo de compartilhar conhecimento e abrir espaço para o desenvolvimento pessoal e profissional da equipe. “Quem compartilha conhecimento sempre multiplica sabedoria”, pontuou Eduardo Meira, diretor de vendas internacionais da Allog.

Um novo momento

O painel “Diretores: Gestão da crise, o futuro da logística” apontou que a pandemia deve provocar uma série de mudanças estruturais no comportamento organizacional das empresas e que ela foi vetor para reflexões e aprendizados, proporcionando um novo olhar e, quem sabe, uma nova priorização de objetivos.

Alex Oliveira, CEO da Allog, acredita em um modelo híbrido, em que colaboradores poderão se dividir entre trabalhar à distância ou na sede, ou ainda em tempo integral na empresa.

Evidentemente, conforme mostrou o painel, as pessoas vão continuar sendo prioridades na Allog, mas a tendência é de que, cada vez mais, a empresa seja mais tecnológica, com aceleração e simplificação do processo de tomada de decisão e de inovação. De acordo com Alex, a Allog sai fortalecida da crise, já que a preparação para enfrentar o desafio começou bem antes da pandemia, mas em outras crises que o mundo enfrentou – a maioria de cunho econômico.

Engajamento e performance

No painel “Cultura, Clima, Engajamento e Performance: Como manter tudo isso a distância?”, Renato Navas e César Nanci, da Pulses (plataforma de gestão de pessoas), destacaram que o que de fato “não caiu da parede” foram os valores enraizados nas empresas, ou seja, a essência. “É em momentos como esses que enxergamos o que é importante para a companhia”, destaca Cesar.

Embora não existam certezas ou fórmulas prontas, o período reforçou que a liderança tem um papel fundamental. “O líder é a cara da empresa, é quem mantém o direcionamento da equipe”, pontua Renato. “Independentemente de estar em trabalho remoto ou não, a forma como o líder se aproxima dos colaboradores é fundamental para o sucesso do negócio. A tendência é que as empresas busquem uma gestão cada vez mais eficiente, aliada a um intenso processo de feedbacks e alinhamento de metas coletivas e individuais”, explica.

Case de sucesso

Se antes da pandemia, a Allog já era reconhecida por sua eficiência operacional, esse desempenho foi impulsionado pela agilidade em atender as demandas do mercado neste novo momento. No painel “Case de Sucesso com Bruna Rossi e convidados” da Semana Cultural Allog, a gerente de produtos aéreos da Allog contou o desafio de importar mais de 30 milhões de máscaras faciais da China em voos fretados e comerciais. “Houve uma grande preocupação em manter a qualidade de todo o processo logístico. Foi necessária uma rápida adaptação do setor para que o trabalho fluísse da melhor forma possível”, destacou.

Conforme Bruna, a organização do transporte das máscaras em voos charters enfrentou, de início, uma série de dificuldades. No entanto, os resultados mostraram a capacidade da Allog em responder rapidamente às demandas emergenciais do mercado. “E ficou ainda mais claro sobre o quanto é importante trabalhar com parceiros confiáveis e alinhados com os propósitos da empresa”. completou.

Semana Cultural Allog

CONFIRA: Case da Allog é mostrado no Boas Práticas do Conexão Logistique

De acordo com Kenny Schulz,  convidado especial e especialista em fretamento, o charter sempre vai ser uma operação de oportunidade. Em 2019, Schulz intermediou 92 voos charters de carga. Até o dia 22 de setembro de 2020, no entanto, já tinha realizado 209 voos, dos quais 70% relacionado à Covid.

A demanda pelo transporte aéreo está tão intensa que, segundo Kenny, já existe uma dificuldade de fechamento de novos voos charters para o Brasil e América do Sul partindo da Ásia, já que competem com o mercado europeu. Tudo isso é resultado do peak season e da redução dos voos regulares no momento. Companhias como a Cathay Pacific Cargo, por exemplo, não têm mais disponibilidade de aviões para fazer transporte de carga para o Brasil neste segundo semestre. A recomendação de Kenny é que as empresas que tenham cargas para movimentar de avião neste período comecem a se organizar o mais rápido possível.

Troca e Engajamento

A 5ª edição da Semana Cultural Allog envolveu a participação de praticamente todos os colaboradores da empresa com o objetivo de promover o acesso a atualizações e conhecimento sobre a logística internacional. Os encontros também ajudam a aproximar a equipe Allog com o mercado, incentivando a refletir e a tomar iniciativas que atendam as demandas do segmento. “A Semana Cultural já faz parte do nosso calendário anual, com um engajamento incrível da equipe interna”, observa Alex Oliveira. Em 2020, o evento foi 100% online, facilitando a participação simultânea de colaboradores de todas as unidades da empresa.

Trocar versão