Camiseta branca para o Brasil?

Compartilhe esse artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

O verde e amarelo da camiseta da seleção brasileira de futebol já encantou dezenas de gerações e mostrou ao mundo que o Brasil é o “país do futebol”. Mas, dá para imaginar que muito antes da seleção vestir a camisa amarela, o calção azul e as meias brancas, os jogadores brasileiros usaram camisa branca por quase meio século?

O branco saiu de cena definitivamente após a trágica derrota para o Uruguai em pleno Maracanã que decretou o fim do sonho do primeiro título mundial brasileiro em casa, em 1950. Naquela ocasião, o Brasil jogou todo de branco com frisos em azul. Em 1952, o jornal carioca Correio da Manhã fez um concurso para escolher o novo uniforme do Brasil.

O vencedor foi o gaúcho de 18 anos Aldyr Garcia Schlle – torcedor assumido da seleção uruguaia – que sugeriu “camisa amarelo-ouro com frisos verdes nas golas e punhos, calção azul-cobalto com uma listra branca ao lado e meias brancas com listras verdes e amarelas”. Pronto! Nascia o manto histórico que mudaria para sempre a trajetória da seleção brasileira.

Depois de estrear nos Jogos Olímpicos de 1952, o novo uniforme brasileiro teve seu primeiro grande momento na Copa do Mundo de 1958, na Suécia, que atualmente tem em seu uniforme titular o amarelo e o azul. Depois de despachar os rivais pelo caminho, o Brasil chegou à final contra a anfitriã e teria a chance de conquistar o mundo com as cores que realmente eram dignas de sua bandeira. Por ironia do destino, o Brasil jogou de azul aquela final e, mesmo assim, faturou a taça.

O criador da camiseta

O escritor gaúcho Aldyr Schlee publicou 20 livros, seis deles de contos. Foi planejador gráfico do jornal Última Hora, repórter e redator. Em Pelotas, ajudou a fundar a faculdade de Jornalismo e deu aulas por 30 anos. Mas seu feito histórico de mais repercussão foi a criação do uniforme verde e amarelo da seleção brasileira, embora torcesse pelo Uruguai.

Há uma explicação: Aldyr nasceu em Jaguarão (RS) a 200 metros do Uruguai e 600 km de Porto Alegre. Sua formação como torcedor foi baseada no futebol platino. Aldyr, que era desenhista e caricaturista – jornais de Pelotas publicavam gols de jogos desenhados por ele –, passou três dias debruçado numa mesa. Entre rabiscos de calções verde, amarelo e azul, pensou: “O que representa a nacionalidade é o verde e amarelo”. Fez então a camiseta amarela com detalhes em verde, o calção azul e o meião branco.

Nascia a Seleção Canarinho, assim apelidada por um radialista. Após o concurso, a então Confederação Brasileira de Desportos (CBD), oficializou o uniforme. Como prêmio, Aldyr, aos 18 anos, ganhou o equivalente a R$ 20 mil e um estágio no Correio da Manhã.

 

Veja Também:

 

Baixe seu E-Book gratuito Dicionário do COMEX – versão 2018

http://conteudo.allog.com.br/e-book-dicionario-do-comex

#AllogBrasil

Mais artigos

8 momentos inesquecíveis da Copa do Mundo

Desde a primeira edição da Copa do Mundo FIFA, em 1930, no Uruguai, momentos marcantes fazem parte da história das competições. A competição criada pelo francês Jules Rimet, em 1928, após ter assumido o comando da instituição mais importante do futebol mundial, a FIFA (Federation International Football Association), ainda é mais conhecida no Brasil pelo

O que é IMO 2020 e o que muda com as regras de emissão de enxofre

Você sabe o que é IMO 2020 e o que muda com as novas regras de emissão de enxofre nos navios? A regra global que reduzirá significativamente as emissões nocivas de óxidos de enxofre por parte da frota mercante mundial entrou em vigor no dia 1º de janeiro de 2020. Conhecida como IMO 2020, a

Rolar para cima
Previous
Next