Campanha de volta às aulas arrecada material escolar na Allog

Compartilhe esse artigo

O começo do ano letivo é sempre antecedido pela ansiedade da compra do material escolar, especialmente para as crianças. Mochila nova, cadernos, canetas coloridas e uma infinidade de lápis de cor movimentam a expectativa nas semanas que antecedem as aulas.

Essa realidade, no entanto, não condiz com a de muitos estudantes. Com essa preocupação, voluntários do Centro de Criação de Novas Ideias (CCNI) da Allog promovem, neste começo de ano, mais uma campanha de volta às aulas com arrecadação de material escolar.

material escolar

A proposta é arrecadar cadernos, canetas, lápis, borrachas, lápis de cor, canetinhas, estojos, tesouras sem ponta, giz de cera e réguas novas ou usadas (em boas condições de uso) até o dia 30 de janeiro. Todo o material escolar arrecadado deve ser entregue aos voluntários do CCNI. O grupo dará o destino adequado, ajudando na educação de muitas crianças de Itajaí (SC), cidade onde fica localizada a matriz da Allog.

COMO AJUDAR:

– Deixe o material escolar (pode ser novo ou usado, em boas condições de uso) com qualquer pessoa do CCNI, identificadas com o broche no crachá.

– Não esqueça do prazo (30 de janeiro): o CCNI precisa fazer  a separação e entrega dos materiais.

– Para doações externas, entre em contato com Viviane (47) 99618-1203 ou Silvia (47) 99952-9416.

CONFIRA TAMBÉM: Allog estrutura biblioteca contêiner em Itajaí

material escolar

Mais artigos

documentos e vacinas no Catar
Torcedor Allog 2022

Documentos e vacinas no Catar: o que preciso para viajar?

Sede da Copa de 2022, o Catar se prepara para receber um grande fluxo de visitantes nos próximos meses. Mas, afinal, quais documentos e vacinas no Catar são obrigatórias? Desde 2020, brasileiros com passaporte comum válido por um período mínimo de seis meses podem visitar o Catar a turismo, em trânsito ou a negócios sem

Blog

28 de janeiro: Dia do Comércio Exterior

O comércio exterior brasileiro segue com inúmeras e gradativas mudanças. No entanto, passados 210 anos das aberturas dos portos por D. Joao VI, em 28 de janeiro de 1808, o país nunca alcançou um papel de destaque no cenário econômico mundial. A data se tornou uma referência para o comércio internacional verde e amarelo e

Rolar para cima
Previous slide
Next slide