Indústria brasileira retoma a importação de partes e peças

Compartilhe esse artigo

As importações brasileiras estão crescendo não somente em valor, mas também em quantidade. Portanto, isso sinaliza recuperação do investimento e do consumo interno, avaliam especialistas. De janeiro a dezembro do ano de 2018, a importação de partes e peças pelo modal aéreo pela Allog cresceu 12%. No setor marítimo, o índice de crescimento do setor registrado no período foi ainda maior: 47%.importação de partes e peças

Dentre os continentes que mais exportaram para o Brasil na importação de partes e peças realizadas pela Allog estão a Europa, Américas e Ásia. O professor da Univali e mestre em Relações Econômicas e Sociais Internacionais pela Universidade do Minho, Jairo Romeu Ferracioli, explica que, mesmo sendo cedo para afirmar que o aumento das importações signifique a recuperação da atividade e dos investimentos da indústria nacional, uma maior estabilidade da moeda e a melhora dos indicadores na indústria no final do ano passado já indicam um retomada da economia.

O professor acrescenta ainda que o anúncio de  várias linhas de investimento, principalmente na infraestrutura, deve proporcionar ao país um período de crescimento sustentado e geração de emprego e renda.

Sobre a Allog

A Allog é referência no segmento de logística internacional marítimo, aéreo, carga projeto e rodoviário deste de 2001. Com matriz em Itajaí (SC), possui escritórios nos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul. Com um time de profissionais altamente qualificados para atuar nos  processos da cadeia logística internacional, a Allog oferece estratégias de customização para cada cliente. No mundo, a empresa mantém uma estrutura global, assegurando compromisso e competitividade logística através de um agente global exclusivo com mais de 500 escritórios e uma equipe especializada com 25 mil colaboradores.

importação de partes e peças

Mais artigos

Blog

Portonave: o primeiro terminal privado de contêineres do Brasil

Terminal de uso privado em Navegantes (SC), a Portonave é uma das mais eficientes instalações na movimentação de contêineres. A companhia levou 10 anos com a aquisição dos terrenos, licenciamentos e realização de estudos da área para as obras. A autorização do Ministério dos Transportes para o funcionamento do primeiro terminal privado de contêineres do

Blog

Transporte aéreo de carga perigosa: entenda a regulamentação vigente

Antes de definir qual a melhor forma de realizar o transporte aéreo de carga perigosa, é preciso entender que diferentes categorias de produtos requerem diferentes medidas de transporte. O fundamental é que o exportador ou importador conheça e compreenda a natureza das mercadorias, os riscos inerentes que elas representam e os regulamentos que envolvem seu

Rolar para cima
Previous slide
Next slide