Mercado global de flexitanks deve crescer 14% ao ano até 2026

Compartilhe esse artigo

A crescente demanda global pelo uso de flexitanks, aliada às preocupações com a portabilidade de líquidos, é um fator que tem impulsionando o seu uso no transporte de líquidos não perigosos. Vantagens competitivas como custo-benefício, portabilidade e facilidade de manuseio são fatores apontados pelas mais recentes pesquisas para justificar o aumento da demanda por flexitanks em um ritmo acelerado em todo o planeta. Como os elementos utilizados para sua fabricação são 100% recicláveis, a matéria-prima pode ser reaproveitada para fabricação de materiais com plástico reciclável.

O mercado global de flexitanks foi avaliado em cerca de US$ 330 milhões em 2017 e deverá apresentar crescimento anual de mais de 14% até 2026, de acordo com um novo relatório da Transparency Market Research (TMR) intitulado Mercado de Flexitanks. O aumento da exportação de commodities, particularmente na região Ásia-Pacífico, deve estimular a demanda durante o período de previsão.

De acordo com João Fróes, gerente de Divisão de Cargas Líquidas da Allog, este tipo de embalagem de transporte otimiza custos, é livre de contaminação, tem disponibilidade imediata e o material é 100% reciclável. No Brasil, são usados principalmente para transporte de glicerina, óleos vegetais e produtos químicos não perigosos. As práticas logísticas verdes incorporadas pela maioria dos fabricantes de flexitanks e fornecedores de logística asseguram o descarte adequado da embalagem usada ??sem causar qualquer efeito nocivo ao meio ambiente.

O aumento da exportação de commodities em flexitanks, por exemplo, é um dos fatores que levaram a Allog – empresa especializada em logística internacional – a criar um departamento específico de flexitank. “A utilização de flexitanks apresenta uma demanda crescente no mercado brasileiro, impulsionada principalmente pelo aumento considerável na exportação de commodities como os óleos vegetais e por políticas públicas que regulamentam a fabricação e utilização de bicombustíveis”, explica João Fróes.

Segundo João, a Allog está estruturada para oferecer uma logística integrada com fornecimento de flexitanks em toda a costa do país. “Possuímos estrutura dedicada à utilização destes equipamentos desde o porto de Belém ao Porto de Rio Grande. Portanto, estamos aptos a atender o mercado na sua totalidade, independente da região onde o cliente está localizado”, completa João.

Benefícios e vantagens dos flexitanks:

– Maior volume de líquido a granel transportável comparado aos tambores ou IBC’s;
– Sempre novos, os tanques são flexíveis, sem risco de contaminação e sem custos adicionais de limpeza, uma vez que são descartáveis;
– 100% reciclável;
– Fácil manuseio;
– Mínimo ou nenhum residual de produto na descarga;
– Disponível em áreas remotas;
– Ideal para produtos foodgrade.

flexitanks

Mais artigos

Semana Cultural Allog abre espaço para partilha de conhecimento

Não foi só o “velho normal” que mudou: empresas, colaboradores e líderes também mudaram e, desta forma, os modelos de gestão também precisam ser repensados. Durante três dias de intensos conteúdos da Semana Cultural Allog, colaboradores, diretores e convidados tiveram a oportunidade de explorar e debater sobre o presente e o futuro da logística internacional.

Alta nos preços dos fretes marítimos: entenda como driblar o cenário

A alta nos preços dos fretes marítimos desafia o mercado logístico internacional desde o início de 2021. A pandemia do Coronavírus fez os níveis de frete das exportações brasileiras em contêineres atingirem consecutivos recordes desde março de 2020, quando os fluxos de diversas cadeias logísticas foram interrompidos, levando a demanda por transporte nas principais rotas

Rolar para cima
Previous
Next