Aumentam as exportações brasileiras de cerâmica

Compartilhe esse artigo

As exportações brasileiras de cerâmica já atingiram 111 países, totalizando 94,3 milhões de metros quadros em 2017. De acordo com a Associação Nacional de Fabricantes de Cerâmicas pra Revestimentos, Louças Sanitárias e  Congêneres (Anface), o Brasil é um dos principais players do mercado mundial. Ocupa a segunda posição em produção e consumo de revestimentos de cerâmica, além de ser o sétimo na escala de exportação. Os maiores compradores são os atacados e distribuidores especializados em revestimentos e granito.

Em 2016, foram produzidos 792 milhões de metros quadrados para uma capacidade instalada de 1.048 milhões de metros quadrados. As vendas totais atingiram 800,3 milhões de metros quadrados, dos quais 706 milhões de metros quadrados foram vendidos no mercado interno e 94,3 milhões de metros quadrados exportados.

As exportações brasileiras de cerâmica têm como principais destinos a América do Sul, América Central, América do Norte e Caribe. De acordo com Gabriel Heglert, executivo de vendas da Allog International Transport, agência de carga com know how na movimentação marítima deste tipo de produto, o crescimento das vendas no mercado externo está sendo impulsionado principalmente pela cotação do dólar em relação ao real e uma ligeira retração no mercado interno. “A Allog tem experiência na operação de cerâmica, tanto na exportação como na importação”, pontua Gabriel.

Por conta deste bom desempenho do setor, a estimativa da Anface é de que para cada lote de quatro caixas de cerâmica exportada uma caixa seja importada. A cerâmica brasileira exportada para o mercado externo é produzida, principalmente, em Santa Catarina – região da Grande Florianópolis e Sul do Estado -, Nordeste, e o pólo cerâmico de Santa Gertrudes, no estado de São Paulo, formado pelos municípios de Santa Gertrudes, Rio Claro, Cordeirópolis, Ipeúna, Iracemápolis, Limeira e Piracicaba, que abriga 85% de toda a produção paulista de revestimentos cerâmicos.

Individualmente, os Estados Unidos lideram as importações brasileiras de revestimentos cerâmicos exportados pela Allog de uma lista de países onde também se destacam Chile, Reino Unido, Colômbia, Alemanha, República Dominicana, Panamá, Honduras, Argentina e Austrália.

 

Veja também:

SEGURO: PERDA OU INVESTIMENTO?

VOCÊ CONTROLA O VGM DE SEUS CONTÊINERES?

FALTA DE ESPAÇO NO TRANSPORTE MARÍTIMO: HORA DE REVER O PLANEJAMENTO!

Mais artigos

Escola de Negócios lança projeto Jornada Allog

A Escola de Negócios da Univali, em parceria com a Allog, lançou o projeto Jornada Allog, no intuito de incentivar os acadêmicos a gerarem conteúdos na área de Comércio Exterior, para avaliação da empresa e veiculação dos materiais selecionados no blog Allog, que possui em média oito mil acessos por mês.   A primeira ação

Maria Cândida Guedes: uma história dedicada à logística do tabaco

Minha formação universitária e o conhecimento em idiomas foram a porta para que o Comércio Exterior entrasse na minha vida. Sou formada em Letras-Bacharelado (Português/Francês) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e em Letras-Licenciatura (Português/Inglês) pela Universidade de Santa Cruz do Sul. Concomitantemente aos estudos universitários, fiz cursos de língua inglesa e

Rolar para cima
Previous
Next