Felicidade no trabalho: Jornada Allog promove palestra na Univali

Compartilhe esse artigo

O que guia nossas escolhas profissionais? Como ter felicidade no trabalho? A felicidade e a satisfação na empresa são influenciadas por fatores diferentes do que geralmente imaginamos? Quantas pessoas são realmente felizes no que desenvolvem? Estas e outras questões envolvendo felicidade no ambiente coorporativo e também fora dele serão respondidas pelo palestrante Alexandre Lima, consultor de empresas e desenvolvimento de pessoas e liderança, empreendedor e professor de Eneagrama (IEA Associated) na palestra que marcará o Dia da Felicidade no próximo dia 20 de março, na Universidade do Vale do Itajaí (Univali).

felicidade no trabalho

Este sentimento é tão importante que a ONU adotou o 20 de março como o “Dia Internacional da Felicidade”. A data foi criada em 2012 pela Assembleia Geral da ONU e reconhece a relevância da felicidade e do bem-estar como metas universais e inspirações para políticas públicas em todo o mundo.

A palestra integra a Jornada Allog, em parceria com a Univali, e será na Sala Allog para estudantes e convidados. Alexandre lembra que, nos dias atuais, dependendo da situação, o trabalho mais atrapalha o dia a dia das pessoas do que traz felicidade. Ele lembra que Sigmund Freud, o pai da psicanálise, quando perguntado o que era preciso para ser feliz, respondia que trabalhar e amar.

Como o mundo mudou, este conceito, segundo Alexandre, nem sempre é premissa para alcançar a tão chamada felicidade no trabalho. Os empresários têm que estar preocupados com o bem-estar e a felicidade do seu quadro de colaboradores. Principalmente no que se refere às novas gerações. Ele lembra ainda que a felicidade é um estado interno que independe de renumeração. “Está muito mais ligado à satisfação pessoal”, explica.

Felicidade na Allog

A busca por oferecer bem-estar na empresa é uma tendência em alta na Allog, especializada em logística internacional. Para promover e incentivar a felicidade no trabalho, a empresa conta com plano de treinamentos, estrutura com copa, duchas e  salão de festas, Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) e ações de bem-estar, como a disponibilização de bicicletas para uso coletivo dos funcionários, biblioteca, espaço Zenllog (onde os colaboradores podem fazer massagem), ioga, ginástica laboral e o Dia da Fruta, quando frutas variadas da estação são oferecidas gratuitamente ao time.

“Com isso em mente, nossa missão é que a satisfação dos colaboradores e os níveis de motivação e produção estejam sempre em alta, tendo em vista que, quanto maior for a felicidade de um funcionário em relação ao seu trabalho, maior será o seu empenho e as suas conquistas”, observa Bruna Spaniol, colaboradora do departamento de RH da Allog.

Mais artigos

Geral

Grupo Allog cresce 80% em 2021

A aposta na diversificação de segmentos que demandam uma logística altamente especializada contribuiu para que o Grupo Allog fechasse o ano de 2021 com o crescimento de 80%. Além da movimentação de derivados de madeira, produtos do agronegócio, máquinas e equipamentos, têxtil e gêneros alimentícios – cargas que concentram a maior parte da demanda –

CONTÊINER: CONHEÇA A HISTÓRIA!

Antes da chegada do contêiner no comércio internacional, no início da navegação marítima as mercadorias eram transportadas por meio de tonéis. Como naquela época não havia eletricidade para os guindastes e muito menos empilhadeiras mecânicas, os tonéis eram as embalagens ideais por serem resistentes, fáceis de manusear no embarque e desembarque de produtos e práticos

Rolar para cima
Previous
Next