Infraero lança licitação para os terminais de carga de Joinville e Navegantes

Compartilhe esse artigo

A Infraero publicou os editais de licitação para a concessão dos terminais de carga (Teca) dos aeroportos de Joinville e Navegantes, ambos em Santa Catarina. A abertura do processo ocorrerá nos próximos dias 28 de fevereiro, para Navegantes, e 1º de março, para Joinville.

 A concessão dos espaços prevê a exploração comercial do complexo e operação das atividades de armazenagem e movimentação de cargas por 25 anos, com preço mínimo mensal de R$ 600 mil para Navegantes e R$ 352,5 mil para Joinville, e lance inicial de R$ 500 mil para ambos os Tecas. O valor total de investimentos gira em torno de R$ 22,9 milhões em cada empreendimento.

terminais de carga de Joinville e Navegantes

 Os editais preveem que as concessionárias iniciem a administração dos atuais Tecas e que também construam novas e modernas estruturas para compor os complexos logísticos. A concessão das áreas também busca aliar a expertise da estatal com as vencedoras dos leilões para a ampliação do portfólio de clientes. A iniciativa faz parte do novo posicionamento estratégico da Infraero, que prevê a exploração comercial dos complexos logísticos situados nos aeroportos que administra.

 Navegantes

O Teca de Navegantes é um dos principais da Região Sul do Brasil e o mais movimentado dentre os terminais de carga administrados pela Infraero no estado de Santa Catarina. Conta com uma área de 104,2 mil m², sendo 4,2 mil m² referentes ao atual terminal de carga, e 100 mil m² referentes a área destinada à implantação do novo complexo logístico.

 Joinville

O Teca de Joinville trabalha com cargas provenientes e destinadas a países como Alemanha, Itália, China e Estados Unidos. Os setores metal-mecânico, de fármacos, equipamentos médicos hospitalares e equipamentos automotivos são os principais segmentos da carga movimentada pelo complexo logístico. Conta com uma área total de 105,7 mil m², divididos em 2,6 mil m² ao atual terminal de cargas e 103,1 mil m² destinados para implantação do novo Complexo Logístico de Cargas.

 

 A Rede Teca

A Rede Teca da Infraero conta com complexos logísticos em todas as regiões do Brasil. A estatal é uma das maiores operadoras de terminais aeroportuários do mundo e movimenta cerca de R$ 40 bilhões em cargas processadas por ano, com carteira de mais de 11 mil clientes.

Fonte: Informativo dos Portos

 

VEJA TAMBÉM:

Baixe seu E-Book gratuito Dicionário do COMEX – versão 2018- AQUI 

terminais de carga de Joinville e Navegantes

Mais artigos

Blog

Importação para a indústria cervejeira: cresce demanda para o verão

O calor pode incomodar muita gente no verão, mas é especialmente benéfico para o setor de importação da indústria cervejeira. Conforme aumenta a perspectiva de consumo para a temporada, cresce também a importação de insumos para a fabricação da bebida. Números do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços mostram que, de janeiro a setembro deste

Blog

Escassez de contêineres afeta comércio internacional com a Europa

A escassez de contêineres no mercado mundial está afetando o transporte de mercadorias da Europa para Brasil. Isso vem aumentando as taxas de frete em até 225% e interrompendo negócios. A dificuldade se deve ao aumento da atividade econômica na China, bem como a alta demanda de mercadorias nos mercados europeus e dos Estados Unidos.

Rolar para cima
Previous slide
Next slide