Inteligência Artificial na logística: o impacto crescente no Brasil

Compartilhe esse artigo

O ano de 2023 foi marcado por um forte crescimento da Inteligência Artificial (IA) na logística brasileira, impulsionado por diversos fatores, como o aumento do e-commerce, a busca por eficiência e a crescente disponibilidade de dados e tecnologias de IA. O impacto na logística brasileira também é um fenômeno crescente e transformador.

De acordo com dados do relatório “The State of AI in Logistics 2023”, da consultoria McKinsey & Company, o aumento nos investimentos do setor no ano passado foi de 46%, na comparação com o ano anterior, correspondente a US$ 1,9 bilhão. Ainda de acordo com o documento, o volume de investimentos em soluções de Inteligência Artificial na logística no Brasil atingirá US$ 5,5 bilhões em 2027. Isso  representará uma taxa composta de crescimento anual de 37,3% de 2023 a 2027.

Daniel Pereira, analista de Negócios de TI do Grupo Allog, entende que a Inteligência Artificial tem potencial de revolucionar a logística brasileira, tornando-a mais eficiente, precisa e sustentável. “Mas é importante superar os desafios da implementação e da formação de profissionais qualificados”, cita. Dentre as principais aplicações da IA no setor, Daniel destaca a otimização de rotas de transporte, reduzindo tempo de entrega e custos de combustível.

inteligência artificial na logística

Desafios na implementação da Inteligência Artificial na Logística 

Outra utilidade apontada pelo profissional do Grupo Allog é a previsão de demanda e serviços, aprimorando o planejamento de estoques e operações logísticas. Ela também pode ser usada para a automação de tarefas como separação de pedidos e localização de produtos para melhorar a eficiência e para rastrear a localização e status de veículos, otimizando a gestão de ativos.

Entre os setores logísticos que tiveram mais evolução em 2023 no uso da IA estão o e-commerce, logística de transporte e gestão de armazéns. Para Daniel, também é importante observar que existem muitos desafios quando se trata de IA. No que diz respeito à implementação, vale destacar a dificuldade na coleta e análise de grandes volumes de dados, especialmente em setores fragmentados; e escassez de habilidades e de conhecimentos necessários para implementar soluções de IA. Além disso, o desenvolvimento e implementação de soluções de inteligência artificial podem ser onerosos, especialmente para empresas de pequeno e médio porte.

Outra dificuldade do avanço da IA apontada por Daniel é a formação de profissionais qualificados, o que hoje é um desafio global. A demanda por esses profissionais está crescendo rapidamente, mas a oferta ainda é insuficiente.

>>> Atendimento na logística internacional: por que a agilidade é fundamental?

Atualmente, a contratação de profissionais qualificados em IA, segundo ele, procede de duas fontes: o mercado e o autodesenvolvimento interno das empresas. No mercado, as empresas estão buscando profissionais com formação e experiência em IA cujos salários são elevados e a competição é intensa. De outra parte, o autodesenvolvimento interno em IA ocorre por meio de cursos, treinamentos e mentoria.

“Acredito que a maior parte da contratação de profissionais qualificados em IA virá do mercado. No entanto, o autodesenvolvimento interno das empresas também será importante para atender à crescente demanda por esses profissionais”, aponta.

Robótica para automatizar

Em relação à robótica, o profissional da Allog explica que essas máquinas estão sendo amplamente introduzidas para automatizar tarefas repetitivas e perigosas em áreas como armazéns, transporte e gestão de frotas. O investimento global em robótica para logística deve atingir US$ 100 bilhões até 2030, promovendo eficiência, produtividade e sustentabilidade na gestão da cadeia de suprimentos.

Já a adoção de robôs inteligentes nas empresas está prevista para atingir 60% até 2030, o que deve gerar melhorias significativas em eficiência, produtividade e satisfação do cliente. No entanto, observa Daniel, a supervisão humana continuará essencial para garantir o uso seguro e responsável da tecnologia.

 

Inteligência artificial na logística

Mais artigos

Blog

O vinho europeu chegará mais acessível à nossa mesa?

Antes das gôndolas estarem recheadas de vinho europeu e queijos camembert, precisamos entender um pouco mais o que mudará após a aprovação do acordo de livre comércio entre União Europeia e Mercosul. E afinal, o que seria um acordo de livre comércio? É um acordo que visa facilitar a circulação de mercadorias e serviços entre

Empatia no trabalho
Blog

Empatia é a palavra do ano de 2019 para o projeto de endomarketing da Allog

A Allog – empresa especializada em logística Internacional – vai investir em ações de endomarketing ao longo de 2019 para aumentar o engajamento do seu público interno. A palavra de ordem das ações de endomarketing adotada pela Allog neste ano é “empatia”.  Segundo Tiago Schaffrath, coordenador de Marketing da empresa, o projeto tem foco na relação

Rolar para cima
Previous slide
Next slide