Malbec Day: a logística do vinho até o Brasil

Compartilhe esse artigo

Provavelmente seu primeiro Malbec foi uma bela garrafa de um vinho argentino, não foi? Mas você sabia que a origem desta uva é francesa? Mais especificamente da região de Cahors, sudoeste da França, onde é mais conhecida como Côt. Entretanto, esta uva não era tão famosa e valorizada até ser trazida e cultivada em solo sul-americano por volta de 1868. Hoje, o Malbec argentino representa 75% de todo o Malbec consumido no mundo. Outras regiões o produzem em menor escala como a França, Chile, Estados Unidos, África do Sul, Austrália e Itália.

Malbec

Pode haver rixa entre Brasil e Argentina no futebol, mas quando o assunto é Malbec, entramos em uma relação de amor! Quando o assunto é vinho, a grande maioria dos brasileiros apreciadores da bebida (83%) prefere vinho tinto. E, nesta categoria, o Malbec é líder em consumo.

Entretanto, o consumo de vinho pelos brasileiros ainda é relativamente baixo, aproximadamente 1,9 litros por adulto ao ano. Já nossos amigos portugueses consomem aproximadamente 54 litros por habitante.

Novos consumidores

Felizmente esta história está mudando no Brasil. Entre 2010 e 2016 ganhamos 8 milhões de novos consumidores e um dos grandes motivos foi a venda pela internet. O Brasil é o 3º maior mercado no consumo online, ficando atrás apenas da China e Reino Unido.

Outros fatores como a gourmetização e popularização de programas de gastronomia como MasterChef colaboraram para a difusão da bebida. Pois, como bons brasileiros, adoramos uma indicação de harmonização de um prato com vinho.

Logística do vinho até a mesa

Mas, e afinal, como este vinho foi tão difundido no Brasil e como chega nas gôndolas dos supermercados e adegas? Aí que entra o trabalho realizado por empresas como a Allog na importação e transporte do vinho.

Cerca de 35% dos vinhos comercializados no Brasil são importados, oriundos majoritariamente do Chile, Portugal, Itália, França e Argentina. A maior parcela dos vinhos da América do Sul são transportados por vias terrestres, podendo ser optado pelo transporte em carretas sider ou caminhão baú. Neste segundo, é realizado um preparado para isolação da umidade e estabilização das caixas para evitar danos às garrafas.

Já os vinhos europeus do velho mundo e demais países são trazidos ao Brasil pelo transporte marítimo. São trazidos em containers seco (dry) ou refrigerado (reefer), mantendo a temperatura interna do container.

Os containers secos são mais utilizados para vinhos com menor valor agregado. Isso reduz o valor total do transporte e, consequentemente, entrega uma garrafa com valores mais atrativos para o cliente final. Há ainda a possibilidade de adicionar ao container seco a manta térmica. Ela é indicada para reduzir os impactos da interferência do calor no vinho. Já os containers refrigerados são mais indicados para vinhos com alto valor agregado, espumantes e champagne.

No Brasil, os impostos e tributos representam 70% da garrafa. Desta forma, a análise do melhor transporte é de suma importância para reduzir os custos. Neste contexto, a Allog pode ajudar a planejar o melhor processo logístico para transportar o vinho até o Brasil. A empresa conta com especialista no segmento para ajudar sua logística ter qualidade e competitividade.

Referência de pesquisa: O guia essencial do vinho: Wine Folly, Madeline Puckette e Justin Hammack, Editora Intrinseca Ltda, 2015 Atlas mundial do vinho, 7ª ed., Hugh Johnson e Jancis Robinson, Editora Globo, 2013. https://www.wine-xt.com/pt-br/blog/2019/2/13/sgzlxso6bzbde9jhr4bqn40wxzgvgh Curiosidades sobre o mercado de Vinho no Brasil (Fonte: https://www.ibravin.org.br/Noticia/abastecimento-do-mercado-de-vinhos-no-brasil-apresenta-crescimento-de-3-no-primeiro-semestre/305)

 

Klabin

Mais artigos

Blog

6 medidas para evitar carga rolada no embarque de contêiner

Como exportador, você já deve ter ouvido falar sobre carga rolada. Quando se diz que uma carga marítima foi “rolada”, significa que não foi embarcada no navio originalmente escolhido e ficou para embarcar no navio da próxima semana. Existem várias razões para que um contêiner não embarque conforme o planejado, gerando carga rolada. Listamos 6

Trem Maya
Geral

Trem Maya: vagão é transportado até o México em logística especial

O transporte de um vagão de grandes dimensões está demandando uma operação logística especial entre o Brasil e o México, em uma movimentação planejada pelo Grupo Allog. O vagão de passageiros do Trem Maya pertence a um conjunto de 42 unidades construídas em diferentes configurações e trazido ao Brasil para testes de pressão na unidade

Rolar para cima
Previous slide
Next slide