Bike Anjo: Voluntários da ONG ajudam crianças e adultos a pedalarem em Itajaí

Compartilhe esse artigo

Você conhece a ONG Bike Anjo? Trânsito congestionado, alto preço do combustível e, principalmente, a busca do bem-estar e da saúde. Estes são os principais fatores que têm levado moradores de Itajaí (SC) a adotarem, cada vez mais, a bicicleta como meio de transporte e lazer. Para estimular essa prática, voluntários da Bike Anjo ensinam gratuitamente crianças e adultos que ainda não sabem pedalar a se equilibrarem sobre duas rodas.

Bike Anjo

Todos os voluntários são ciclistas experientes que repassam seus conhecimentos para quem quer aprender. Quem domina a bike sabe que o processo de aprendizado tem etapas e os equipamentos de segurança são essenciais. Conforme Jorge Andriani, articulador da ONG em Itajaí, a Bike Anjo é uma rede de ciclistas apaixonados pela bicicleta. Seus  voluntários promovem, mobilizam e ajudam pessoas a utilizar esse veículo nas cidades. “Acreditamos que a bicicleta é uma ferramenta de transformação social e, quanto mais gente usando, melhor serão nossas cidades”, destaca.

No Brasil e no mundo

O Movimento Bike Anjo surgiu em 2010, em São Paulo. Dois anos mais tarde, Jorge Andriani se juntou ao grupo como articulador em Itajaí. Na época, a Bike Anjo funcionava como um coletivo de ciclistas, mas hoje é uma associação com ramificações em diversos países. Seu principal objetivo é fazer com que as cidades tenham um trânsito mais humano, incentivando as pessoas a usarem a bicicleta como meio de transporte.

Atualmente, a ONG Bike Anjo está presente em todos os estados brasileiros. São mais de 739 cidades e 34 países, incluindo Portugal, Equador, França, Estados Unidos e Austrália. O movimento envolve 7.238 voluntários atuando nas mais diversas formas de incentivo à mobilidade ciclística.

Bike Anjo

Amor à causa

Além da Escola Bike Anjo, em Itajaí, das 20h às 21h de terças-feiras, a ONG promove o pedal para iniciantes. O objetivo é incentivar quem já sabe pedalar e quer fazer uso da bike para lazer e  saúde. Às quintas-feiras, a partir das 19h45, tem o pedal de incentivo ao transporte sustentável. A ONG também promove o projeto de Bike ao Trabalho, que incentiva as pessoas a usarem a bicicleta como meio de  transporte para o trabalho de forma mais frequente.

Somente em Itajaí são mais de 100 adultos e crianças que aprenderam a andar de bicicleta com orientação dos voluntários do Bike Anjo. E, desde o começo das atividade, pelo menos 200 voltaram a pedalar através do incentivo do pedal para iniciantes.

Em Itajaí, segundo Jorge, a ONG ainda tem poucos voluntários comprometidos com a causa. Para participar da Bike Anjo basta ter vontade e tempo disponível. “Nossas ações são mais direcionadas ao período noturno com os dois projetos que temos. Mas muitas outras ações poderiam acontecer se tivéssemos mais voluntários”, diz.

Para saber mais sobre o projeto visite www.bikeanjo.org ou o blog www.bikeanjoitajai.blogspot.com

Bike Anjo

Mais artigos

Blog

Peak Season: planejamento extra para importação de cargas da Ásia

Com a intensificação das importações da Ásia para o Brasil e a saída de serviços marítimos que atendem a rota, as empresas precisam elaborar um planejamento extra e antecipar as compras, evitando perdas e complicações com relação ao recebimento das mercadorias. De acordo com Maiara Cordova, coordenadora de produto de importação marítima da Allog International

Geral

Exclusão do custo da capatazia nos impostos de importação: entenda em 3 perguntas

A exclusão do custo da capatazia nos impostos de importação promete ter impacto positivo direto em tudo o que entra pelos portos brasileiros. A decisão foi oficializada por decreto presidencial com o objetivo de minimizar parte dos custos de importação no país. A secretária Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Daniella Marques,

Rolar para cima
Previous slide
Next slide