Café brasileiro garante presença nos principais mercados mundiais

Compartilhe esse artigo

Cada vez mais consumido e reconhecido pela população mundial, o café brasileiro experimenta crescimento significativo em vendas no mercado externo nos últimos anos. O Brasil exportou a 117 países um total de 35,626 milhões de sacas de 60 kg de café no ano safra 2022/23. Isso representou uma receita cambial de US$ 8,135 bilhões, permanecendo praticamente estável em relação aos US$ 8,136 bilhões alcançados no ciclo anterior. Os dados fazem parte do relatório estatístico do Conselho dos Exportadores de Café do País, o Cecafé.

Natália Canello, consultora de vendas do Grupo Allog, explica que, a partir de 2024, será possível vislumbrar um aumento da oferta de café brasileiro para atender o mercado externo.  O Grupo Allog também atua na exportação do produto em grãos produzidos principalmente nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo e Bahia.

café brasileiro

Entre os países que recebem o café brasileiro exportado pelo Grupo Allog estão Estados Unidos, Itália e Suécia. No ano safra 2022/23, os Estados Unidos foram os principais importadores dos cafés do Brasil, com a aquisição de 6,857 milhões de sacas. Esse montante equivale a 19,2% dos embarques totais brasileiros no período.

“O café brasileiro é saboroso, tem bom preço, qualidade e sempre tem estoque. Também tem alta qualidade devido às grandes fazendas produtoras por todo o país”, pontua Natália. Grandes marcas como Nescafé, Starbucks e Lavazza trabalham com blends e o café brasileiro está sempre presente. Isso porque o Brasil segue sendo o maior produtor e exportador de café do mundo.

PORTOS QUE MAIS EXPORTAM

O complexo portuário de Santos (SP) foi o principal exportador do cafés brasileiro na temporada cafeeira 2022/23. Neste período, ele enviou a remessa de 27,296 milhões de sacas ao exterior, o que equivale a 76,6% do total. Na sequência, aparecem os portos do Rio de Janeiro, que respondem por 18,6% dos embarques ao enviarem 6,643 milhões de sacas, e Paranaguá (PR), com a exportação de 407.961 sacas e representatividade de 1,1%.

TIPOS DE CAFÉ EXPORTADOS

O café arábica foi o mais exportado entre julho de 2022 e o fim de junho deste ano, com volume equivalente a 30,337 milhões de sacas, o que corresponde a 85,2% do total. O segmento do solúvel teve o correspondente a 3,776 milhões de sacas embarcadas no intervalo, com representatividade de 10,6%, seguido pela variedade canéfora (robusta + conilon), com 1,467 milhão de sacas (4,1%) e pelo produto torrado e torrado e moído, com 45.806 sacas (0,1%).

café brasileiro

Mais artigos

Blog

Palestra fala sobre Felicidade no Trabalho na Sala Allog da Univali

A felicidade profissional está diretamente ligada a gostar do que se faz. De acordo com o Alexandre Lima, consultor de empresas e desenvolvimento de pessoas e liderança, e professor de Eneagrama (IEA Associated), o estado de felicidade está relacionado à produção de forma equilibrada de quatro hormônios: endorfina, ocitocina, dopamina e serotonina. Alexandre foi o convidado da

Blog

Coronavírus no Brasil: Allog auxilia no plano de logística para combate à doença

A Allog vem trabalhando incessantemente, há três semanas, para auxiliar no plano de logística com a importação pelo modal aéreo de materiais essenciais ao combate do novo coronavírus no Brasil. Diferentes demandas de equipamentos médicos, testes para Covid 19, respiradores, medicamentos e máscaras faciais estão sendo recebidas diariamente, tendo como principais importadores hospitais, empresas farmacêuticas

Rolar para cima
Previous slide
Next slide