Importação para a indústria cervejeira: cresce demanda para o verão

Compartilhe esse artigo

O calor pode incomodar muita gente no verão, mas é especialmente benéfico para o setor de importação da indústria cervejeira. Conforme aumenta a perspectiva de consumo para a temporada, cresce também a importação de insumos para a fabricação da bebida. Números do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços mostram que, de janeiro a setembro deste ano, a importação de malte inteiro ou partido não torrado – um dos quatro componentes básicos para a produção da bebida, junto com lúpulo, levedura e água – cresceu 41,7% na comparação com o mesmo período do ano passado.

O malte que chega ao Brasil vem de países como Argentina Uruguai, Bélgica, França, Alemanha, Ucrânia, Rússia, Espanha e Austrália. Segundo dados da Embrapa, a produção nacional de cevada atende aproximadamente 40% do consumo de malte da indústria. Grandes maltarias trabalham com malte brasileiro e importado. Mesmo os pequenos fabricantes têm acesso à matéria-prima importada, seja de forma direta ou comprando no mercado nacional via importadoras.

importação para indústria a cervejeira

Caroline Ferlin, coordenadora de Importação Marítima da Allog, explica que para atender a demanda do consumo de cerveja no verão, a importação para a indústria cervejeira começa a aumentar já partir do segundo semestre do ano. Segundo Caroline, as estratégias de companhias que possuem atuação fora do Brasil podem impactar nossa demanda de importação e exportação. Isso porque precisam remanejar nesses mercados a disponibilidade de rótulos/marcas.

A demanda de importação para a indústria cervejeira, no entanto, não se restringe à matéria-prima para a elaboração de bebidas. Também inclui produtos como embalagens em suas diversas formas, rótulos e tampas. A cerveja para o brasileiro é a bebida do ano inteiro, mas 60% das vendas anuais estão concentradas entre novembro e abril. O período é considerado verão expandido, segundo a Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe). Dados da Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CerveBrasil) apontam para uma produção anual de 14,1 bilhões de litros por ano no país.

Quer saber mais sobre IMPORTAÇÃO DE CERVEJA? Confira aqui.

importação para a indústria cervejeira

Mais artigos

Blog

Importações da China são aquecidas por Natal e Black Friday

Produtos como enfeites natalinos, eletroeletrônicos e utensílios domésticos aquecem as importações da China com a proximidade do final do ano. Maiara Cordova, gerente de produtos da Allog, explica que entre os meses de julho e setembro, a importação de artigos para enfeites natalinos chega a crescer 40%. Já no segmento de eletroeletrônicos e utensílios domésticos,

Hugo Arruda Pereira
Geral

Hugo Arruda Pereira é o novo parceiro do Grupo Allog

Um novo parceiro comercial foi recentemente integrado ao Grupo Allog: Hugo Arruda Pereira. A expansão nacional anunciada pela empresa neste início de 2022 inclui a chegada do executivo à Allog. Nome de peso no cenário de comércio exterior do país, Hugo atuou por 43 anos nas empresas Itápolis/Itatrans/Agility. O executivo, com profundo conhecimento do negócio,

Rolar para cima
Previous slide
Next slide