Ser feliz no trabalho é mais fácil do que se imagina

Compartilhe esse artigo

Ser feliz no trabalho é mais fácil do que se imagina, entretanto, é necessário rever conceitos e perseguir metas com uma vontade interior incontrolável de mudar para melhor. De acordo com Francisco Dalsenter, coach positivo, palestrante na área de Engajamento e Felicidade no Trabalho e fundador da Happynn, a regra é começar a entender o que você gosta de fazer e focar nos seus objetivos. O palestrante foi o convidado da noite de terça-feira, dia 11, para abrir a 3ª Semana Cultural da Allog.

Ser feliz no trabalho

A palestra lotou o auditório do curso de Farmácia da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), com estudantes universitários, clientes e colaboradores da empresa. A Semana Cultural Allog tem o objetivo de engajar pessoas e promover treinamentos que agreguem aos colaboradores de uma forma diferente. “A abertura ajudou a unir clientes, parceiros e funcionários e compartilhar informações com o público em geral”, observa o analista de marketing da Allog, Tiago Schaffrath.

Para o coordenador do curso de Logística da Univali, Romeu Zarske de Mello, a palestra foi muito positiva, principalmente por mostrar a necessidade que as pessoas têm de pensar um pouco em si e de procurar felicidade em todas as áreas da vida, inclusive no trabalho. “Esta parada é fundamental, é qualidade de vida”, resumiu.

Até quinta, dia 13, a Semana Cultural Allog trará ainda conteúdos relacionados a operações marítimas, mercado aéreo, exportação de madeira, desafios no embarque de carga líquida e cenário logístico nacional no pós-greve dos caminhoneiros.

Ser feliz no trabalho

Ser feliz no trabalho

Mais artigos

Blog

Exportação de iates para o mercado internacional segue tendência de alta

A exportação de iates e barcos de lazer fabricados no Brasil deve repetir o bom desempenho do ano passado e crescer dois dígitos em 2021. Segundo a Associação Brasileira de Construtores de Barcos e Implementos (Acobar) as exportações do produto nacional cresceram 10% em 2020 em comparação ao período anterior. O mercado brasileiro de barcos

Blog

BL Original passa ser obrigatório para retirada de cargas em terminais

Volta da Obrigação da Apresentação do B/L Original para o depositário Aproximadamente um ano após o início do trabalho desenvolvido pela Comissão de Direito Marítimo e Portuário da OAB/SP, a Receita Federal do Brasil volta atrás e determina a obrigação da Apresentação do B/L para liberação da mercadoria junto ao depositário em recinto alfandegado. Em

Rolar para cima
Previous slide
Next slide