Vinícolas gaúchas respondem por 90% das exportações de vinhos do Brasil

Compartilhe esse artigo

As vinícolas gaúchas correspondem a 90,1% das exportações brasileiras de vinhos e espumantes. Destes, 85% dos rótulos são elaborados na Serra Gaúcha, região considerada propícia para o cultivo de uvas, além de concentrar importantes vinícolas do mercado.

A cidade de Farroupilha, por exemplo, detém a Indicação de Procedência (IP) para a produção da uva do tipo moscato. O documento é concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Nacional (Inpi) para atestar a qualidade da uva cultivada na região.

vinícolas gaúchas

Somente em 2018, as vinícolas gaúchas exportaram 445.876.2 mil litros de vinho. São Paulo, segundo colocado no ranking, vendeu 15.977.6 mil litros ao mercado internacional. O Paraná aparece em terceiro lugar com 12.091.7 mil litros vendidos ao exterior. Santa Catarina, que vem se destacando nos vinhos e espumantes de altitude, exportou 1.458.8 mil litros. Os dados são do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin).

Prospecção internacional

Desde 2002, a promoção comercial dos vinhos e espumantes brasileiros no mercado externo desenvolvido entre o Ibravin e a Apex-Brasil, é realizada através do Wines of Brasil. O projeto conta, atualmente, com a participação de 45 vinícolas, entre elas as vinícolas gaúchas. Os mercados-alvo são os Estados Unidos, Reino Unido e China.

Nos últimos anos, cerca de 95% das empresas que aderiram à iniciativa conseguiram dar continuidade em suas exportações. Isso devido ao suporte e aos programas de capacitação oferecidos, além do trabalho setorial de consolidação da imagem dos rótulos nacionais no exterior.

vinícolas gaúchas

Mais artigos

Blog

“Elas na Logística” desperta interesse pelo Comex em meninas de Itajaí

Elas tem entre 12 e 14 anos e já conhecem um pouco do complexo sistema que envolve a logística internacional. Contêineres, caminhões de carga, maquinário pesado e navios enormes – elementos comuns de um dos principais portos do Brasil – foram apresentados a seis meninas da rede pública de ensino de Itajaí, em Santa Catarina.

Blog

Alta nos preços dos fretes marítimos: entenda como driblar o cenário

A alta nos preços dos fretes marítimos desafia o mercado logístico internacional desde o início de 2021. A pandemia do Coronavírus fez os níveis de frete das exportações brasileiras em contêineres atingirem consecutivos recordes desde março de 2020, quando os fluxos de diversas cadeias logísticas foram interrompidos, levando a demanda por transporte nas principais rotas

Rolar para cima
Previous slide
Next slide